Ele estava lá...
Tinha no fundo do olhar uma tristeza,
e mesmo assim me apaixonei.

Sabia que era somente uma festa
que eu não cabia no seu mundo
nem ele no meu.

Mas era bom sentir seus olhos sobre mim
caminhar de encontro ao seu sorriso
envolver-me nos sonhos dele.

Era bom não acreditar no amanhã
não lembrar do ontem
sentir ardentemente aquele hoje.

Que passou como a chuva ou o vento
marcou como as grandes tempestades
foi bom como uma manhã de sol.

Seu rosto moreno vai ficar comigo
dentro da vida, dentro dos anos
até que eu posso um dia esquecer.

Porque tudo na vida se esquece
o que foi bom, o que foi mau, o que existiu
mesmo um amor que não chegou e nem partiu.

             

          SCRPardo, 24/02/1979

 

 

Menu de Poesias

Principal

Assinar o Livro de Visitas

 


© Copyright 2004
por Terezinha A. Penhabe®
Santos . SP - Brasil
Todos os direitos reservados ®.
Não pode ser utilizado sem permissão do autor.
  

 

 

Poesias:

   A B C D E F G I J L M N O P Q R S T U V