de Tere Penhabe

 

 Sei que fui sua mãe,  antigamente...
Dava conselhos e era impertinente.
Mas de repente tudo se inverteu,
Hoje nem sei se a mãe é ela ou eu.

 

Sei que entre todas, é bem diferente...
Sua presença me faz tão contente!
E mesmo separadas, não morreu,
Doce amizade que entre nós nasceu.

 

Não poderia nem considerar,
A minha vida sem tê-la por perto,
Seria o caos da sede no deserto!

 

Entrelaçadas pelo verbo amar,
Sei que seremos sempre mãe e filha,
Na ordem que pedir a nossa trilha.

 

Tere Penhabe
Santos, 22/04/2008

 

 

 

Menu de Poesias

Principal

Assinar o Livro de Visitas

 


© Copyright 2008
por Terezinha A. Penhabe®
Santos . SP - Brasil
Todos os direitos reservados ®.
Não pode ser utilizado sem permissão do autor.
  

  
midi: Só tinha de ser com Você
compositor: Aloysio de Oliveira e Antonio Carlos Jobim

 

Poesias:

   A B C D E F G I J L M N O P Q R S T U V